terça-feira , 21 maio 2019
Meia Maratona do Rio 2019 topo

Publicidade

Ínicio / Videos / BlaBlaBlaRun / A melhor “pior” idade para correr
CURTA e COMPARTILHE!!!!

A melhor “pior” idade para correr

Eles treinam a vida toda para serem prejudicados na hora de comemorar.

Passou da hora de educar os corredores jovens. Principalmente os que pensam em envelhecer correndo.

 

Print

A corrida é um esporte muito democrático. Todos, independente de tempo, tamanho, cor, peso, opção sexual, religiosa ou partidária, ricos e pobres, todos podem alinhar na mesma largada e todos tem o mesmo objetivo de alcançar a linha de chegada dentro dos seus planos, competindo contra o próprio relógio ou simplesmente mantendo a saúde praticando exercício entre amigos.

Claro que existem os “pregadores”, aqueles corredores que ficam “rotulando” os outros como os que correm por performance ou por festa ou sei lá o que, esse assunto é chato pra caramba e virá em um próximo post bem detalhado.

O assunto de hoje é a longevidade correndo.

As corridas de rua tem para os maiores de 60 anos a vantagem de pagar o valor da inscrição pela metade. Isso é uma lei, uma forma a mais de incentivar as pessoas da melhor idade a manterem-se ativas, a praticarem esportes e terem ainda mais histórias para contar.

Muitos começam a praticar esportes já na melhor idade como recomendação médica, precisam de um estímulo para controlar doenças e a corrida e os esportes ao ar livre são perfeitos, ainda mais pela sociabilização e as amizades que os esporte proporciona.

E, é claro que existem os idosos(de acordo com a classificação etária) que sempre foram ativos, sempre praticaram esportes e vivem em busca de novos objetivos e desafios. Eles treinam o ano todo, buscam melhorar a performance e ficam ligados nas competições especificas e nas corridas que tem algum tipo de premiação nas faixas etárias.

Essas competições tem se tornado cada dia mais raras.

O motivo justificado para o fim das competições que premiam categorias é muito REAL e triste.

A falta de educação do corredor brasileiro é o motivo, isso para ser educado.

Infelizmente, a velha máxima da Lei de Gérson onde é PRECISO TIRAR VANTAGEM DE TUDO se aplica constantemente nas corridas e o PIOR é que esses “Gérsons” muitas vezes nem sabem que além do crime de falsidade ideológica(correr com nome de outra pessoa) estão PREJUDICANDO a classificação geral da prova, ESPECIALMENTE nas categorias.

Os corredores da “melhor idade” vão para as corridas, se superam, batem seus recordes, atingem seus objetivos e ficam na expectativa de verem seus nomes fixados nas listas ou serem chamados para o pódio e muitas vezes isso não acontece e os pódios ficam vazios nessas faixas etárias.

Quando eles(os prejudicados) analisam as listas de classificação e procuram as fotos dos “velhinhos velozes” são surpreendidos por jovens corredores que correram com nome de idosos para economizar 50% do valor da inscrição.

UMA VERGONHA! Uma pratica condenável que no dia da corrida fica praticamente impossível de corrigir, tirando a possibilidade da formação JUSTA dos pódios e das premiações.

As organizadoras de corrida tentam muitas formas de COMBATER essa pratica, mas os “Gérsons” são dribladores e conseguem retirar o kit, correr com o chip/número dos idosos, fazem poses para as fotos  e continuam atrapalhando a classificação real.

E tem os cara-de-pau que criticam o organizador, reclamam da medalha como se fossem merecedores de tal mérito.

NÃO CORRA COM CHIP EM NOME DE OUTRA PESSOA!

Além de prejudicar as classificações, correr com chip de outra pessoa pode dar uma tremenda dor de cabeça se a equipe médica precisar ser acionada, os dados para contato serão de outra pessoa e a confusão pode aumentar e muito.

Em Foz do Iguaçu, na Meia das Cataratas, conversei com dois jovens atletas da melhor idade, e eles estavam preocupados com esses “falsos idosos” que correm com chip de idosos e os tiram dos pódios, que os deixam sem suas merecidas premiações, que os fazem voltar para casa sem troféus e que ainda causam chateação para corrigir a classificação e desclassificar os falsos idosos, os “Gérsons“, os espertalhões.

Confira o vídeo desses campeões e se você acha que eles estão sendo prejudicados, compartilhe essa mensagem.

Vamos acabar com essa pratica horrorosa. Está na hora do brasileiro se mostrar EDUCADO, respeitar os outros com o respeito que desejemos para nós mesmos.

De que adianta cobrar dos infratores dando o exemplo errado?

 

Colucci

Blog e Run

SempreCorrendo.com.br

 

 

Inscreva-se no nosso canal!!!

Sobre Antonio Colucci

Um corredor que escreve, 'RunPorter' e Pai do Diego. Correndo desde 2004; Escrevendo desde 2007; Pai do Diego desde 2008; Maratonista desde 2009.

Veja também

34º 10 KM Tribuna FM-Unilus 2019 – Informações

Chegou a hora dos 10Kms mais rápido do Brasil. Amanhã começa a entrega dos kits …

Concorra inscrições de provas, camisetas e brindes.

Cadastre-se na nossa newsletter e saiba de tudo .

Obrigado! Foi enviado um email de confirmação para você.