quinta-feira , 18 Janeiro 2018
Mulher Maravilha BH 18 topo

Publicidade

Ínicio / Blog do Colucci / Corrida de São Silvestre 2017 – Quem vai ganhar esse ano?

Corrida de São Silvestre 2017 – Quem vai ganhar esse ano?

A Corrida Internacional de São Silvestre em sua 93ª edição tem muitas curiosidades.

Nos primeiros anos(primeira foi em 1925) a prova era disputada somente por corredores brasileiros, quando ela se tornou internacional (1944) os estrangeiros dominaram as vitórias deixando os brasileiros sempre para trás.

Em um período de 34 anos nenhum brasileiro chegou em primeiro lugar na corrida até que em 1980, o pernambucano José João da Silva subiu a Rua da Consolação em um Sprint incrível, acelerou na avenida Paulista e venceu a prova. Na ocasião, o feito foi comemorado como se fosse o título da Copa do Mundo de Futebol, algo que o brasileiro não comemorava há 10 anos depois do Tri no México em 1970. José João foi o recordista brasileiro nos 5.000 metros(13:37:04) e 10.000 metros(28:08:59) por 16 anos com tempos raríssimos de se ver até hoje..

Em 1975 a prova passou a contar com a presença das mulheres. Nesses 42 anos, somente em 5 oportunidades tivemos vitória de brasileiras, as quenianas tem 12 vitórias e Portugal tem 7 sendo 6 vezes consecutivas Rosa Mota a campeã(1981-1986). Aurora Cunha foi a outra portuguesa campeã, em 1988.

O brasileiro com maior número de vitórias é Marílson Gomes do Santos com 3 títulos(2003, 2005, 2010).

Entre as mulheres, todas as brasileiras campeãs ganharam uma única vez: Carmem Oliveira(1995); Roseli Machado(1996); Maria Zeferina Baldaaia(2001); Marizete de Paula Rezende(2002) e Lucélia Peres em 2006, ano que teve dobradinha brasileira com Franck Caldeira, o vencedor entre os homens.

Candidatos a vitória em 2017

Brasil terá seus melhores nomes na 93ª Corrida Internacional de São Silvestre

Principal nome masculino do Brasil na prova, o mineiro Giovani dos Santos chegará mais uma vez como esperança de vitória nacional, o que não acontece desde 2010, quando Marilson dos Santos garantiu o topo do pódio. Giovani, que garantiu um lugar no pódio nas últimas seis edições, vem embalado pelo hepta na Volta Internacional da Pampulha, no começo do mês, e promete dar trabalho para os estrangeiros.

Outros nomes fortes no masculino serão Franck Caldeira, campeão em 2006,  Wellington Bezerra, bicampeão do ranking da CBAt e quarto na Maratona de São Paulo 2017,  Gilberto Lopes, vice na Eu Atleta 10K Rio 2017, Valério Fabiano e Éderson Pereira, entre outros.

Já entre as mulheres, as atrações serão Tatiele de Carvalho, melhor brasileira no ano passado, Joziane Cardoso dos Santos, campeã na Pampulha em 2014 e da Eu Atleta 10K Rio deste ano,  Andréia Hessel, terceira na Meia de São Paulo e na Eu Atleta 10K Rio, e quinta na Maratona de São Paulo, todos neste ano, e Adriana Aparecida Silva, vice-campeã da Meia Maratona de São Paulo 2017.

 

93ª Corrida de São Silvestre: campeão em 2014, etíope Dawitt Admasu estará outra vez na prova

A 93ª Corrida Internacional de São Silvestre ganhou mais uma atração para a briga pelo topo do pódio no dia 31 de dezembro. Campeão na edição de 2014 e vice no ano passado,  o etíope Dawitt Admasu está confirmado na prova paulista e, mais uma vez, como sério candidato ao título. O atleta encabeçará a relação de corredores de seu país na principal corrida de rua da América Latina, que inclui outros seis competidores. A largada, a partir das 8h20, será na Avenida Paulista, altura da rua Frei Caneca, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero.

Destaque em 2014, quando ganhou a São Silvestre surpreendendo a todos, Dawitt retornou ao país no ano passado e garantiu o vice, ficando atrás de seu compatriota Leul Aleme. Conhecedor do percurso e dos “segredos” da São Silvestre, tem tudo para fazer bom papel mais uma vez.

A Etiópia ainda terá mais dois atletas no masculino e quatro no feminino. Entre os homens estarão Demiso Gudeta, vice-campeão da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro; e Belay Bezabeh, destaque na San Juan Porto Rico 10K Road Race deste ano, com 28min42seg.

Já entre as mulheres, as atrações serão Birhane Dibaba, campeã da Maratona da Tóquio em 2017, Mestawut Truneh, com 34min30seg no Ethiopian 10k Road Race Championship, Azmera Hagos, com 1h10min39seg na Meia Maratona de Sevilha, e Sintayehu Hailemichael.

93ª Corrida de São Silvestre confirma campeão da Maratona de Paris

A relação de destaques internacionais da 93ª Corrida de São Silvestre já tem seus primeiros nomes. Entre as atrações confirmadas para o dia 31 de dezembro estarão os quenianos Paul Lonyangata, campeão da Maratona de Paris deste ano, e Esther Kakuri, vencedora da Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro e da Dez Milhas Garoto, ambas em 2017. Nos próximos dias, serão confirmados outros atletas para a Elite da principal corrida de rua da América Latina. A largada, a partir das 8h20, será na Avenida Paulista, altura da rua Frei Caneca, e a chegada em frente ao prédio da Fundação Cásper Líbero.

Aos 24 anos, Paulo Lonyagata chega para a Corrida de São Silvestre em um bom momento. Ele, que já tinha no currículo o título da Maratona de Xangai, em 2015, com recorde, e o vice na Maratona de Honolulu, em 2013, foi o grande destaque em Paris, considerada uma das cinco melhores maratonas do mundo. Curiosamente, ele venceu a prova com sua mulher, Purity. Será sua estreia na prova brasileira e já chega como atração no masculino.

Já Esther Kakuri é bem conhecida do público brasileiro, tendo vencido, nesta temporada, duas importantes provas, a Meia do Rio, com o tempo de 1h14min42seg, e a Dez Milhas Garoto, com 57min40seg. Ainda em 2017, a atleta ficou no top ten da Meia Maratona de Estambul, com 1h10min09seg. Em 2016, Kakuri ficou em quinto lugar na São Silvestre. Nos últimos dez anos, a prova feminina teve nada menos que sete vitórias de quenianas, que sempre chegam como favoritas.

93ª Corrida Internacional de São Silvestre com mais destaques entre os estrangeiros

Estão confirmados os quenianos Stanley Biwott, campeão da São Silvestre e da Maratona de Nova York em 2015, Philemon Cheboi, campeão da Bay Breakers 12 k deste ano,  Edwing Rotich, vice-campeão da Meia de Madri em 2017, Marwa Mkami, campeão da Meia Maratona Bamamoyo Tanzânia, e Paul Kipkemboi,  sexto na São Silvestre do ano passado.

O ugandense Maxwell Rotich, campeão da Eu Atleta 10K Rio (2017), o tanzaniano Saidi Makula,  Awet Guebrezguiabher, vice dos 10K Berlim deste ano, e Brhane Habtegbriel, vice na Crevillente San SIlevstre 10k, ambos da Eritréia, Birhanu Balew, do Barhein, nono nos 5000m dos Jogos Olímpicos do Rio, o boliviano Jorge Fernandez, e o peruano Yerson Orellana, completam a lista destaques no masculino.

Entre as mulheres também sobram atletas com resultados expressivos. São elas as quenianas Flomena Daniel, terceira na Maratona de Paris deste ano, Leah Jerotich, campeã da Volta da Pampulha e da Maratona de São Paulo deste ano, Paskalia Chepkorir, vencedora da Meia de Dheli e dos 15k Kobenhavn, e Rosemary Monich, campeã da Sanyo Women’s Road Race 10k, em 2016,

Completam a lista a tanzaniana Failuna Matanga, com 2h34min na Maratona de Amsterdã e sexta na São Silvestre do ano passado, a chilena Margarida Guineo, campeã da Meia Maratona Caja os Andes, e a argentina Marcela Cordeiro.

Fonte: Assessoria SãoSilvestre/MBraga comunicação

Fotos: GazetaPress

 

LEIA O REGULAMENTO e evite as filas.

Entrega de kits

Serão quatro dias para a retirada de kit, que acontecerá mais uma vez no Ginásio Mauro Pinheiro, localizado na Rua Abílio Soares, 1300, no Ibirapuera.

Não haverá entrega no dia da prova, nem mesmo depois da mesma, como consta no regulamento.

Os horários são os seguintes: dias 27, 28 29, das 9h às 19h, e no dia 30, das 9h às 16h.

Os organizadores pedem a colaboração dos atletas que residem em São Paulo e na Grande São Paulo para que retirem seus kits até o dia 29, deixando o dia 30, sábado, véspera da prova, para os corredores do interior e de outros estados. Isso evitará as filas e a demora para a retirada.

CORREDORES NÃO INSCRITOS

Quem não está inscrito na corrida por qualquer que seja o motivo, se estiver na região da prova, NÃO CORRA, aplauda e apoie quem se inscreveu, colabore para que os corredores inscritos tenham uma boa corrida, faça para eles o que gostaria que fizessem por você. A educação é o melhor exemplo que pode ser passado para todos.

Em um país onde diariamente reclamamos dos mandos e desmandos, da roubalheira e da falta de punição aos criminosos, a melhor forma de protestar é dando o exemplo, e fazendo por todos o que gostaria que fizessem por você.

Ano passado, durante 15 minutos que fiquei acompanhando a chegada da Corrida de São Silvestre, foram muitos os casos de pessoas querendo enganar e ludibriar os staffs para obter a medalha de forma ilícita. É muito triste constatar isso, mas pegar algo que não é de direito é um crime definido por roubo. E esporte não combina com crime.

Dinâmicas

Haverá monitoramento de acesso à área de  largada pela Alameda Santos e Rua São Carlos do Pinhal, comunicação visual nos postos de água e filtragem na chegada. A dispersão será a partir da Rua Joaquim Eugênio de Lima até a Alameda Casa Branca.  Todas as áreas serão restritas a corredores oficialmente inscritos e usuários locais

O Comitê Organizador  pede gentilmente que atletas sem inscrição não compareçam, pois não há como dimensionar os serviços e o consumo excessivo pode gerar a falta de serviços e hidratação para os inscritos. E destaca que essas dinâmicas estão sendo implantadas para melhor atender aos atletas inscritos oficialmente.

A infraestrutura do evento é dimensionada para o número oficial de inscritos, cerca de 30 mil, não contemplando serviços a atletas sem inscrição (“pipocas”). Serão sete postos de água, um a mais que no ano passado, com volume para atender somente aos inscritos. Como consta em regulamento, não haverá serviços extras e hidratação excedente para atletas sem inscrição.

A 93ª Corrida Internacional de São Silvestre é uma realização da Fundação Cásper Líbero, com promoção da Gazeta Esportiva, e transmissão da TV Gazeta e TV Globo. O patrocínio é do Bradeso e Motorola, com apoio do Governo do Estado de São Paulo e Prefeitura de São Paulo. A supervisão é da IAAF, CBAt e FPA.

Mais informações no site www.saosilvestre.com.br

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

 
  Inscreva-se no Canal SempreCorrendo

em http://youtube.com/semprecorrendo

 

LEIA TAMBÉM:

93ª Corrida de São Silvestre 2017 – Informações

São Silvestre 2016 – Força Chape

 

CADASTRE-SE em SempreCorrendo.com.br

AVISE-ME das NOVIDADES

DICA PARA ECONOMIZAR

Toda a linha TomTom com 10 % de desconto

em www.lojatomtom.com.br

CÓDIGO : COLUCCI_TT10

Acesse e CONFIRA!!!

 

 

SempreCorrendo.com.br

Veja também

Corrida Grátis – Abertura de inscrições

Fique ligado. Vem aí mais uma Etapa do Circuito Complete Vida. A prova será dia …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Concorra inscrições de provas, camisetas e brindes.

Cadastre-se na nossa newsletter e saiba de tudo .

Obrigado! Foi enviado um email de confirmação para você.