terça-feira , 20 agosto 2019
Ínicio / Corridas / Corrida de Rua / 10 milhas / Estrangeiros venceram a 28ª Dez Milhas Garoto

Estrangeiros venceram a 28ª Dez Milhas Garoto

Belete Tola, da Etiópia, e Esther Kakuri, do Quênia, foram os melhores do dia. Brasileiros Gilmar Lopes e Joziane Cardoso ficaram em segundo e terceiro lugares, respectivamente

Vila Velha (ES) – Os estrangeiros seguem sobrando na Dez Milhas Garoto, uma das mais importantes e tradicionais disputas do calendário nacional. Neste domingo, na 28ª edição, o etíope Belete Tola (Coquinho/Fila/Bioleve) e a queniana Esther Kakuri (Nova Flor/Clã dos Delfos) mantiveram a hegemonia estrangeira na competição. Belete completou os 16,090 metros entre a Praia de Camburi, em Vitória, e a Fábrica da Chocolates Garoto, em Vila Velha, com o tempo de 48min14seg, enquanto Esther fez a distância em 57min40seg.

O Brasil comemorou, no masculino, o segundo lugar de Gilmar dos Santos (Cruzeiro/Caixa), que marcou o tempo de  48min35seg, e a terceira colocação de Wellington Bezerra da Silva (Cruzeiro/Caixa), com 48min43seg. Entre as mulheres, o destaque foi a terceira colocação de Joziane Cardoso (Pé de Vento/Caixa), com a marca de 58min31seg.

A manhã deste domingo (3) foi abrilhantada pela 28ª Dez Milhas Garoto, O tempo nublado e a chuva em algunas trechos do belo percurso acabaram dando ainda mais ânimo para os competidores. Além da bela festa promovida pelos amadores, outra atraçào foi justamente a briga entre brasileiros e estrangeiros na Elite, que terminou, mais uma vez, com vitorias dos visitantes

“Gostei muito do percurso. Vim bem preparado e estou feliz por ter chegado aqui e conseguido  o topo do pódio. Nem mesma a parte da ponte, que todos diziam ser problema, foi tão complicado. Quando estava atrás do brasileiro, não desisti e soube aproveitar a chance para passar”, declarou Tola.

O mineiro Gilmar, por sua vez, lamentou o problema no final da prova. “Foi um resultado importante demais, Até o km 14,5 estava liderando, mas acabei sentindo um pouco e o etíope me passou. Mas foi, sem dúvida, um grande desempenho”, destacou o atleta do Cruzeiro.

Que fase!

A queniana Esther Kakuri não tem do que reclamar. Afinal, ela veio ao Brasil e conseguiu dois importantes resultados seguidos, vencendo a Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro e a 28ª Dez Milhas Garoto. “Estou bem feliz com os dois feitos. Gostei de correr a Dez Milhas Garoto, com boas subidas e descidas. Espero voltar aqui e buscar mais uma vitória”, declarou.

A paranaense Joziane Cardoso chegou em terceiro lugar e foi a melhor brasileira na prova. “Desta vez consegui”, referindo-se ao problema que teve no ano passado, quando o calor acabou atrapalhando a corredora a poucos metros da final. Estou muito contente com esse resultado, que mostra que estou no caminho certo e em condições de brigar com as estrangeiras”, disse.

A 28ª Dez Milhas Garoto, realizada no domingo (3) e a 16ª Corrida Garotada, que aconteceu no sábado (2), registraram um recorde de inscrições: ao todo, 11 mil atletas participaram da prova mais gostosa do Brasil e a mais bonita do Espírito Santo. Ao longo da prova, nos 16,09 quilômetros, os corredores ganharam o incentivo e a torcida da população.

Resultados – Elite

Masculino

1 – Belete Adere Tola (Etiópia) – 48min14s

2 – Gilmar Silvestre Lopes (Brasil) – 48min35s

3 – Wellinton Bezerra da Silva (Brasil) – 48min43s

4 – Demiso Legese Gudeta (Etiópia) – 49min18s

5 – Altobeli Santos da Silva (Brasil) – 49min24s

 Feminino

1 – Esther Chesang Kakuri (Quênia) – 57min40s

2 – Martha Akeno (Quênia) – 57min48s

3 – Joziane da Silva Cardoso (Brasil) – 58min31s

4 – Tatiele Roberta de Carvalho (Brasil)  – 58min51s

5 – Mirela Saturnino de Andrade (Brasil) – 59min36s

Campeões

1989 – Delmir Alves dos Santos (RJ),50min28s/ Nerci Freitas Costa (RJ),1h04min19s

1990 – Severino J. da Silva (SP),46min42s/ Sônia Márcia Rodrigues (MG),56min42s

1991 – Luís Antônio dos Santos (RJ), 45min49s/ Silvana Pereira (SC), 53min06s

1992 – Delmir Alves dos Santos (RJ), 50min95s/ Viviany Anderson (MG), 1h0min48s

1993 – Luís Antônio dos Santos (RJ), 47min45s/ Silvana Pereira (SC), 56min48s

1994 – Tomix Alves da Costa (MG) – 48min25s/ Silvana Pereira (SC), 57min35s

1995 – Adalberto B. Garcia (SP), 47min21s/ Viviany Anderson (MG), 56min24s

1996 – Delmir Alves dos Santos (SP), 48min04s/ Maria de Lourdes da Silva (BA), 56min18s

1997 – Ronaldo da Costa (MG), 47min21s/ Risoneide Wanderley (SP), 56min43s

1998 – John M. Gwako (Quênia), 47min19s/ Márcia Narloch (RJ), 55min41s

1999 – John M. Gwako (Quênia), 47min23s/ Viviany Anderson Oliveira (MG), 55min41s

2000 – Joseph Waweru (Quênia), 47min24s/ Márcia Narloch (RJ), 55min52s

2002 – Marilson Gomes dos Santos (DF), 47min41s/ Márcia Narloch (RJ), 55min10s

2003 – Valdenor Pereira dos Santos (PI), 48min 58s/ Márcia Narloch (RJ), 56min01s

2004 – Marilson Gomes dos Santos (DF), 47min53s/ Márcia Narloch (RJ), 56min25s

2005 – Franck Caldeira (MG), 48min23s/ Márcia Narloch (RJ), 56min20s

2006 – Marilson Gomes dos Santos (DF),47min39s/ Lucélia Peres (MG), 55mim23s

2007 – Clodoaldo G da Silva (DF), 48min44s/ Edinalva Laureano da Silva (PB), 55min49s

2008 – Willian Gomes (MG), 48min39s/ Nancy Jepkosgei Kipron (Quênia), 56min24s

2009 – Franck Caldeira (MG), 47min58s/ Meseret Heilu (Etiópia), 56min05s

2010 – Marilson Gomes dos Santos (RJ), 47min45s/ Eunice Kirwa (Quênia), 55min11s

2011 – Kimutai Kiplimo (Quênia), 48min05s/ Eunice Jepkirui Kirwa(Quênia), 55min43s

2012 – Joseph Aperumoi (Quênia), 47min01s/ Rumokol Chepkanan(Quênia), 54min13s

2013 – Edwin Kipsang Rotich (Quênia), 47min00s/ Nancy Kipron(Quênia), 55min16s

2014 – Leul Gerbresilase Aleme (Etiópia), 47min18s/ Delvine Meringor (Quênia), 57min08s

2015 – Edwin Kipsang Rotich (Quênia), 47min42seg/Delvine Meringor (Quênia), 54min50seg

2016 – Joseph Aperumoi (Quênia), 47min29seg/Consolata Cherotich (Quênia), 59min49seg

2017 – Belete Tola (Etiópia), 48min14seg/Esther Kakuri (Quênia), 57min40seg

Garoto: tradição brasileira em chocolates

A Chocolates Garoto, localizada em Vila Velha (ES), é uma das 10 maiores fábricas de chocolates do mundo. A empresa conta hoje com um portfólio de aproximadamente 70 produtos.  Dentre os produtos que fabrica estão caixas de bombons, Tabletes, Ovos de Páscoa, e chocolate para uso culinário como coberturas e pó solúvel, que podem ser encontrados em mais de 50 países. Seus maiores sucessos são a Caixa Amarela e os Tabletes Familiares com a marca Garoto; os chocolates Baton e Talento e o bombom Serenata de Amor. Também oferece versões em sorvetes e picolés de algumas das suas principais marcas.

A 28ª Dez Milhas Garoto e a 16ª Corrida Garotada são uma realização da Garoto, com organização da Yescom. A supervisão é da Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt) e Federação de Atletismo do Espírito Santo (FAES).

Mais informações no site www.dezmilhasgaroto.com.br

Consultoria de Comunicação da Yescom:

MBraga Comunicação

Fotos: Midiasport

 

 

  Inscreva-se em http://youtube.com/semprecorrendo

 CADASTRE-SE em SempreCorrendo.com.br

AVISE-ME das NOVIDADES

DICA PARA ECONOMIZAR

Toda a linha TomTom com 10 % de desconto

em www.lojatomtom.com.br – CÓDIGO : COLUCCI_TT10

Acesse e CONFIRA!!!

SempreCorrendo.com.br

Veja também

Corrida Cartoon 2019

Dia 01º de Setembro é o dia para correr bem acompanhado, correr ao lado dos …

Um comentário

  1. Um dia irei participar dessa prova.

Concorra inscrições de provas, camisetas e brindes.

Cadastre-se na nossa newsletter e saiba de tudo .

Obrigado! Foi enviado um email de confirmação para você.