domingo , 5 julho 2020
Meia RIO 2020 topo

Publicidade

Ínicio / Blog do Colucci / Não vai ter troféus

Não vai ter troféus

proibido trofeu blog

Sexta-feira, 25 de março de 2016 – Sexta da paixão – Sexta Santa – Feliz Páscoa

Os amigos que acompanham o BLOG, e são milhares, leram e participaram recentemente de uma  pesquisa sobre premiações nas corridas.

Como era imaginado, a grande maioria dos corredores respondeu que são favoráveis a premiação NO PÓDIO dos 05 corredores(as) mais rápidos, e que esses sejam PREMIADOS, RECOMPENSADOS pelo esforço com TROFÈUS. 
Mesmo os corredores que não sonham em vencer uma prova responderam que a premiação para os vencedores deve ser DIFERENTE dos demais atletas.


É quase que unanimidade que a medalha deve ser o resultado do mérito de todos os participantes e que os mais velozes devem ser premiados com TROFÉUS, com brindes e até com $$$$.
Essa premiações diferenciadas servem para abrilhantar ainda mais o evento e estimular que os melhores atletas participem das corridas.

INFELIZMENTE, o que  vemos é que as organizadoras de corrida depois de atingirem determinado número de inscritos, de terem suas corridas já reconhecidas e suas inscrições esgotadas com alguma antecedência estão aproveitando para mudar o que era bom, o que funcionava bem e o que ESTIMULAVA a participação dos corredores mais dedicados a performance. E geralmente essas mudanças que são para pior, a grande maioria dos inscritos NEM ficam sabendo.

Enquanto o Blog e Run e muitos atletas lutam e questionam a qualidade dos eventos, a fiscalização dos tempos cronometrados, a inclusão de premiações por categoria, PÓDIO para os 5 melhores em todas as provas e premiação em $$ e brindes para os vencedores, tem grandes circuitos fazendo exatamente o contrário e com justificativa até que criativa, mas que vai exatamente contra o conceito do esporte enquanto competição.

O caso mais recente e que após uma conversa com o responsável foi confirmado que não será revisto ou alterado é o Circuito Track Field Run Series.

O Circuito TFRS era reconhecido por provas bem organizadas e que premiavam no pódio os 05 melhores no masculino e feminino com troféus e brindes da marca e dos patrocinadores. Não tinha premiação em $$, mas os brindes e os bonitos troféus eram um estímulo a mais para os corredores investirem seus treinos e participarem das provas.

Nos pódios com 05 homens e 05 mulheres sempre víamos atletas de ponta ou jovens revelações que além de despontar para as marcas em busca de apoio e patrocínios DIVULGAVAM a beleza do Circuito TFRS.

Em 2016, o Circuito optou por alterar as regras, e na primeira etapa em Alphaville/SP somente os 03(três) primeiros foram chamados ao pódio e a premiação foi feita com “Medalhões”. Não teve troféu e o tal medalhão é igual a medalha normal, só que um pouco maior.

Como a maioria dos corredores NÃO LEEM regulamentos, os vencedores só descobriram na hora da premiação e a surpresa, negativa, foi descoberta. Na segunda prova do ano, no Shopping Vila Lobos, o regulamento previa medalhões, muitos atletas que leram fizeram questão DE NÃO IR, e por questões internas premiaram com troféus somente os 03 melhores homens e as 03 melhores mulheres no pódio que até hoje não vi uma foto na rede. A corrida foi no dia 13 de março.

Conversando com o atleta, professor, dono de uma das maiores assessorias esportivas de São Paulo e facilmente o maior vencedor do Circuito TFRS e colecionador de pódios com troféus desde a primeira prova, Adriano Bastos, a resposta dele e de seus alunos também frequentadores desses pódios foi de descontentamento total, eles, assim como a GRANDE MAIORIA que participou da pesquisa entendem que é um desestímulo para a corrida, para o esporte e para os atletas.

Qual marca vai querer que seu atleta participe de uma competição que não existe competição?
Qual a alegria de ganhar uma corrida onde o prêmio não existe?
Qual a diferença entre ser o primeiro e ser o último?
Essa e muitas outras perguntas ficam sem resposta, a corrida passa a não ser mais corrida, os atletas de ponta, de elite não fazem questão de aparecer e os corredores comuns não tem para quem torcer ou de quem pegar dicas e/ou até mesmo tietar.

Em tempo de cortadores de caminho, de picaretas de todos os tipos e da total falta de fiscalização ou vontade por parte dos organizadores, essa atitude do Circuito TFRS só confirma que o ESPORTE CORRIDA está com os dias contados. O objetivo é vender kit, vender uma falsa ideia de qualidade de vida e estar na moda praticando exercícios, ou simplesmente desfilando com o kit e tirando foto com medalhas ou medalhões.

Essa posição foi passada para o Organizador do Circuito, infelizmente não existe a menor intenção de ser revista e agora MAIS DO QUE NUNCA, cabe aos corredores LEREM com bastante ATENÇÃO os regulamentos das corridas. Reclamar depois não vai ter sentido algum.

No que depender de Blog e Run, sempre, em todas as provas vamos questionar e sugerir a presença de 05 atletas nos pódio, com troféus e prêmios/brindes dos patrocinadores e a classificação por categorias, essas sim podem ser premiadas com um medalhão ou troféus menores.

TODOS que correm, sem distinção, que seja correr atrás do ônibus, sempre visam melhorar suas performances e diminuir seus tempos. Se o evento leva o nome de corrida, que seja respeitada ao menos a definição da palavra que o ato ou efeito de correr, competição esportiva de velocidade ou resistência.

* enquanto de um lado esse Circuito ouviu a sugestão/critica sobre a alteração e não pretende voltar atrás, O Circuito da Longevidade que teve problemas na cronometragem ouviu as reclamações de Blog e Run, analisou os dados e vai premiar as atletas prejudicadas na classificação por faixa etária.

Obrigado! Agradecemos pela atenção e por resolver algo tão importante para os atletas, os consumidores do produto CORRIDA.

#BlogeRun2016
#Colucci

Sobre Antonio Colucci

Um corredor que escreve, 'RunPorter' e Pai do Diego. Correndo desde 2004; Escrevendo desde 2007; Pai do Diego desde 2008; Maratonista desde 2009.

Veja também

NOVA COR DO NIKE ZOOMX VAPORFLY NEXT %

Nessa quinta-feira, 02 de julho a novidade fica por conta da Nike com a chegada …

3 Comentários

  1. Depois de muito reclamar e enviar vários e-mails para a organização da corrida do Bradesco com as fotos e vídeos das espertinhas que supostamente ficaram na minha frente, só na semana passada recebi a resposta por telefone, em que a organizadora reconheceu meu devido terceiro lugar na categoria F35 e estaria encaminhando meu troféu pelo correio.

    Portanto, caros corredores, caso tenham testemunhado irregularidades nas provas e forem prejudicados, lutem por seus direitos. Encaminhem fotos e vídeos com as evidências às organizadoras. Para que espertinhos (as) não tirem a beleza da corrida de rua.

  2. Infelizmente a corrida de rua virou o mais puto comércio, organizadores só querem lucrar e lucrar, se não quer dar premiação em dinheiro tudo bem, mas agora tirar troféu dos 5 primeiros é o fim.

  3. Bom não me causa estranheza ou surpresa a atitude dessa empresa organizadora, participei de uma corrida noturna, que no site onde era feita a inscrição a premiação era para os cinco primeiros. Dias antes do evento no site oficial da prova o pódio foi reduzido apenas aos três primeiros. Competi e logrei êxito em conquistar a quarta colocação, quando fui reclamar e mostrar o print da página que informava o que eu pleiteava, um cidadão que é conhecido no meio por sua prepotência e ignorância, tratou a mim é aos outros atletas como arruaceiros. Enfim fui obrigado a constituir um advogado para as devidas reparações, meses atrás ganhamos a causa. Mas a sensação de injustiça permanece. A maioria dessas empresas visa apenas o lucro, muitas vezes em detrimento da segurança ou até mesmo da prática esportiva.

Concorra inscrições de provas, camisetas e brindes.

Cadastre-se na nossa newsletter e saiba de tudo .

Obrigado! Foi enviado um email de confirmação para você.