quarta-feira , 10 agosto 2022
Live SC topo

Publicidade

Ínicio / Corridas / Corrida de Rua / 10 km / Asics Golden Run RJ 2022

Asics Golden Run RJ 2022

A segunda etapa da Golden Ru Asics de 2022 aconteceu nno último domingo no Rio de Janeiro, um Rio de Janeiro com cara de Rio, aquele Rio 40 graus que mesmo no inverno brindou os corredores com uma bela manhã de recordes e belas paisagens com o sol, diferente da última grande prova da cidade, a Maratona do fRio.

Pelo primeiro ano não estivemos em nenhuma das etapas da Golden desde 2011, mas vimos nossos amigos brilhando pelas redes sociais. Emocionante ver um atleta do projeto correndo para o futuro, das  sementes do asfalto de Itaquera/SP no  lugar mais alto do pódio e muito mais importante que o primeiro lugar foi a incrível marca obtida pelo Johnatas de Oliveira Cruz, com o tempo de 01:03:14, a segunda melhor marca do ano na distância e índice para o Mundial. Parabéns Fran pela conquista e parabéns também ao amigo Ivanildo que voltou ao pódio na nova distância dos 10km.

Foto da Capa: Fran Kaue

 

Parabéns a todos amigos que abrilhantaram a prova e conquistaram seus troféus e medalhas, TOP 100 ou de participação.

Parabéns aos amigos nos pódios, Damião, Ederson, Gilmar, Andreia, Adriana e Jennifer que  já devem ter perdido as contas de quantos troféus de Golden eles  já conquistaram, muito legal.

Confira abaixo a Nota oficial da assessoria de imprensa da Asics e as entrevistas dos atletas

 

 

ASICS Golden Run leva 4 mil pessoas
às ruas do Rio de Janeiro

Prova disputada em um domingo ensolarado do inverno carioca, e com os belos cenários da Zona Sul da Cidade Maravilhosa ao fundo, teve Amanda Aparecida de Oliveira e Johnatas de Oliveira Cruz como os vencedores da meia maratona

Ederson Vilela Pereira, vencedor da prova de 10 km (Crédito: Rogério Capela)

Rio de Janeiro, 10 de julho de 2022 – Foi em um domingo ensolarado e com temperatura agradável de cerca de 20 graus, em pleno inverno carioca, que a ASICS Golden Run deu a largada e voltou a ocupar as ruas e avenidas da Zona Sul do Rio de Janeiro após dois anos de intervalo. Com mais de 4 mil corredores entusiasmados para uma das corridas de rua mais icônicas do país, que se desafiaram com os belos cenários do Leblon, Ipanema, Copacabana e do Aterro do Flamengo como plano de fundo, a prova consagrou quatro novos vencedores em sua história: dois na tradicional meia maratona (21 km), e dois na prova de 10 km, uma das novidades da ASICS Golden Run em 2022, criada para atrair novos corredores para o circuito.

Na disputa dos 21 km masculino, o primeiro lugar ficou com Johnatas de Oliveira Cruz, com o tempo de 01:03:14. Completaram o pódio entre os homens Wendell Jeronimo de Souza (01:03:18) e Gilmar Silvestre Lopes (01:04:39). Em quarto ficou Damião Anselmo de Souza (01:06:22), e na quinta posição Jurandyr Couto Jr. (01:07:47).

“Eu, o Wendell e o Gilmar ditamos o ritmo no início. O Gilmar ficou mais para trás na passagem dos 10 km, e dali em diante eu e o Wendell puxamos a prova. Tudo foi decidido nos 200 metros finais, e consegui levar a melhor. Final de prova é isso! É esforço, superação, derramamento de lágrimas, muito sangue na canela e alguns sentimentos também. Agora é agradecer minha família, as pessoas que me abraçaram, o projeto AEC Kauê, que me dá um suporte muito grande, e a ASICS, que ofereceu toda a hospedagem para a minha família aqui no Rio de Janeiro”, se emociona Johnatas de Oliveira Cruz, campeão da meia maratona, na categoria masculina.

“A história do Johnatas é uma história de superação que valoriza o trabalhador que é atleta. Um menino que é gari, mas que abandonou agora a carreira para se dedicar apenas ao atletismo. A ASICS está fazendo toda a diferença na vida desse menino. Era uma cara que há três meses puxava 20 toneladas de caminhão de lixo, e que hoje mostrou que se tiver um pouquinho de incentivo, um pouquinho de apoio, é possível se tornar um dos maiores atletas que o nosso país tem!”, conta Fran Kauê, fundador da AEC Kauê e treinador de Johnatas.

Já entre as mulheres, a meia maratona teve como grande vencedora a corredora Amanda Aparecida de Oliveira, com o tempo de 01:17:35. Ela foi seguida por Andreia Aparecida Hessel, em 2º (01:17:56), e por Jenifer do Nascimento Silva, em 3º (01:18:29). O quarto lugar ficou com Rejane Ester Bispo da Silva (01:18:37), e o quinto com Catalina Langlois Ugarte (01:24:03).

A mineira Amanda Aparecida de Oliveira fez uma dobradinha no lugar mais alto do pódio. Venceu a última Golden Run em São Paulo, em maio, e agora no Rio de Janeiro.

“Foi muita superação para mim. Peguei uma virose nesta semana, que afetou minha garganta e o nariz, mas isso não me impediu de fazer o meu melhor. Eu trabalhei minha mente e o meu corpo. Estou muito feliz com o resultado, e só tenho a agradecer a Deus, além da minha família maravilhosa, meus apoiadores, porque sem eles não somos nada. Estou muito feliz e emocionada. Ganhei a meia maratona da ASICS Golden Run em São Paulo, e agora ganhei aqui no Rio de Janeiro também. Não tem alegria maior. É muito gratificante!”, celebra a atleta.

Na nova distância de 10 km, a atleta vitoriosa na categoria feminina foi a estreante na prova Glauciele de Oliveira de Souza, atleta do Rio de Janeiro, com o ótimo tempo de 00:38:07. O segundo lugar foi ocupado por Helen Spadari (00:38:32), seguida por Jaciane Araujo na terceira posição (38:51:52). Fabricia Ester Stedille ficou em quarto lugar (00:38:58) e em quinto, Adriana Aparecida da Silva (00:39:16). Entre os homens, o primeiro colocado do novo percurso foi Ederson Vilela Pereira, que manteve um ritmo forte desde o início da prova e também bateu a excelente marca de 00:31:55. A segunda posição ficou com Washington Luiz Chaves de Lima (00:32:23), a terceira com José Roberto Pereira de Jesus (00:33:00), a quarta posição com Ivanildo Dias de Souza (00:33:10) e a quinta com Mario Cesar de Moura (00:33:43).

“Foi muito legal poder participar da etapa do Rio pela primeira vez, estou muito feliz de estar voltando após a pandemia. Minha tática foi tentar imprimir um ritmo forte desde o início. Mesmo você sozinho, você pode ter a chance de quebrar no meio da prova e eu fui feliz consegui manter e sair campeão!” celebra Ederson Vilela, campeão da prova de 10km, na categoria masculina.

“Eu gostei muito do percurso, era uma prova de nível forte. Sou atleta desde os 11 anos de idade, agora estou com 25, consegui chegar na performance da elite. Eu vivo da corrida e sou professora de educação física!”, conta a vitoriosa dos 10km feminino, Glauciele de Oliveira de Souza.

Adriana Aparecida da Silva, que ficou em quinto lugar, destacou: “Mais uma vez estou muito feliz por completar mais uma prova da ASICS, minha patrocinadora há tantos anos. Quando entramos na pandemia eu senti muita falta dessa prova. Ela tem uma vibe muito gostosa, onde eu consigo encontrar os outros corredores que sempre têm vontade de estar com a gente, conversar e viver essa experiência. Foi uma prova divertida. Estou em transição de carreira, de atleta para treinadora, então eu entro mais com o objetivo de curtir a prova e no final ainda consigo um pódio que me deixa mais feliz ainda!”.

Em muitos trechos a prova ganhou contornos emocionantes, com muita disputa pelas primeiras posições. A Arena, também na região do Aterro do Flamengo contou com ambientação especial criada pela ASICS, além de uma área VIP, área para assessorias de corrida, além de um espaço Recovery, com massagem para os participantes. Ao longo do percurso da prova, a ASICS disponibilizou um Posto de Hidratação a cada 3 km, além de um Recovery Point no km 15 e um Ponto do Gel nos km 12 e 18. Ambulância (km 3) e UTIs móveis (kms 6 e 15) também estiveram a postos para garantir segurança e o devido suporte aos participantes.

“A prova foi muito bem organizada, rápida e disputada em percurso plano. Muitos corredores com quem eu conversei bateram seus recordes pessoais. Foi uma boa prova para quem tinha este objetivo, e realizada neste lindo cenário do Rio de Janeiro. As experiências proporcionadas pela ASICS, com massagens, brindes, alimentação, entre outros, também ficaram incríveis. Foi muito emocionante também acompanhar aqueles que tiveram o prazer de levar algumas pessoas PCD para fazer toda a prova. Estamos muito felizes com o resultado, todos estão com o sorriso no rosto. Isso é o mais importante de tudo”, finaliza Daniel Costa, diretor de produtos da ASICS, que também disputou a prova e conseguiu seu recorde pessoal nos 10 km.

 

Resultado – 21km
Masculino

1º. Johnatas de Oliveira Cruz – 01:03:14

2º. Wendell Jeronimo de Souza – 01:03:18

3º. Gilmar Silvestre Lopes – 01:04:39

4º. Damião Anselmo de Souza – 01:06:22

5º. Jurandyr Couto Jr. – 01:07:47

Feminino

1º. Amanda Aparecida de Oliveira – 01:17:35

2º. Andreia Aparecida Hessel – 01:17:56

3º. Jenifer do Nascimento Silva – 01:18:29

4º. Rejane Ester Bispo da Silva – 01:18:37

5º. Catalina Langlois Ugarte – 01:24:03

Resultado – 10km

Masculino

1º. Ederson Vilela Pereira – 00:31:55

2º. Washington Luiz Chaves de Lima – 00:32:23

3º. José Roberto Pereira de Jesus – 00:33:00

4º. Ivanildo Dias de Souza – 00:33:10

5º. Mario Cesar de Moura – 00:33:43

Feminino
1º. Glauciele de Oliveira de Souza – 00:38:07

2º. Helen Spadari – 00:38:32

3º. Jaciane Araujo – 00:38:51

4º. Fabricia Ester Stedille – 00:38:58

5º. Adriana Aparecida da Silva – 00:39:16

ASICS Lume Club

Além de ser um momento marcante para a corrida de rua no Rio de Janeiro, a Golden Run também foi o ponto final da segunda fase do projeto ASICS Lume Club, que reúne um time de corredoras amadoras para exaltar a presença e brilho das mulheres na corrida.

Lideradas pela capitã Gisa Oliveira, as corredoras Beta Ruiz, Michelle Perenyi, Van Agnelo, Dani Germano, Michele Rodrigues e Vanessa Protasio superaram seus desafios pessoais, e fecharam com chave de ouro uma jornada que destacou a união das mulheres no esporte, por meio de suas individualidades.


  Inscreva-se no Canal SempreCorrendo no Youtube

 

Sobre a ASICS
Kihachiro Onitsuka fundou a ASICS em 1949 para realizar seu desejo de cuidar e fortalecer a juventude do Japão através do esporte e assim, contribuir para o desenvolvimento da sociedade. A ASICS defende e acredita na filosofia fundadora de “Anima Sana In Corpore Sano (mente sã em corpo são)”. Este propósito de marca representa o desejo de que pessoas de todo o mundo vivam vidas saudáveis e felizes, tanto no corpo quanto na mente, além da atenção constante em desenvolver esforços que visam preservar um ambiente sustentável.

No campo da sustentabilidade, o uso de materiais reciclados e de baixa emissão de CO², bem como de fontes de energia renovável, ajudam na meta da ASICS de reduzir a emissão de CO² para 63% em todas as operações diretas e da cadeia de suprimentos até 2030. Entre as iniciativas ambientais globais com as quais a empresa se comprometeu estão a RE 100, que prevê o uso exclusivo de energia renovável em suas atividades, e o The Fashion Pact, que visa mitigar a mudança climática, restaurar a biodiversidade e proteger os oceanos.

A ASICS também está permitindo que atletas em todo o mundo vejam, pela primeira vez, o impacto do movimento em suas próprias mentes. Usando uma combinação de tecnologia de escaneamento facial e coleta de dados de autorrelato, as pessoas serão capazes de capturar o impacto do esporte em 10 métricas emocionais e cognitivas – incluindo confiança, positividade, calma e foco – para ver como diferentes esportes impactam como pensam e sentem. A plataforma, chamada Mind Uplifter™, já está disponível aqui.
Buscando sempre incentivar o esporte como ferramenta transformadora do corpo e da mente, a ASICS oferece tecnologia inteligente para contribuir com a construção de uma sociedade na qual as pessoas estejam mais envolvidas com o esporte, um elemento importante para longevidade, saúde, atravessar as fronteiras nacionais, culturais e unir o mundo. Para mais informações, acesse o site oficial.

CUPOM DE DESCONTO na corrida Contra o Câncer de Mama:

SEMPRECORRENDO

59ª Corrida e caminhada contra o câncer de mama 2022

 

SIGA NOSSO INSTAGRAM

Todos os DOMINGOS às 16:30 em  facebook.com/SempreCorrendo

 

Grandes nomes que escreveram a história da corrida no Brasil

 

 

QUER SABER ANTES PARA NÃO FICAR DE FORA?

Sobre Antonio Colucci

Um corredor que escreve, 'RunPorter' e Pai do Diego. Correndo desde 2004; Escrevendo desde 2007; Pai do Diego desde 2008; Maratonista desde 2009.

Veja também

1ª Meia Maratona de Guarulhos – 21 kms , 10 kms e 5 kms

No próximo domingo acontecerá a 1ª Meia Maratona de Guarulhos, em São Paulo. A retirada …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Concorra inscrições de provas, camisetas e brindes.

Cadastre-se na nossa newsletter e saiba de tudo .

Obrigado! Foi enviado um email de confirmação para você.