sexta-feira , 23 agosto 2019
Ínicio / Atletas / Adriana Aparecida / #AsicsGoldenRun Brasilia 2016

#AsicsGoldenRun Brasilia 2016

A última corrida apoiada pela Asics aconteceu nesse domingo pelas ruas da Capital Federal.

Brasília recebeu mais de 9.000 corredores para disputar  as concorridas medalhas TOP 100 e TOP 20 e novos recordes pessoais. Os corredores de elite foram em busca dos “checões” e troféus da boa premiação da Asics Golden Run.

Quem apareceu já na noite de sábado na cidade foi a forte chuva que melhorou a qualidade do ar. Na manhã do domingo,  até os primeiros 20 minutos da corrida o clima estava perfeito, logo depois o temporal voltou e lavou a alma de todos. Corredores de todos os cantos do Brasil estavam em Brasília para participar da prova que em alguns momentos parecia dentro do rio, ou melhor, do lago.

A hidratação teve essa ajuda extra do céu, e as esponjas com água(?) no caminho viraram motivo de piada. Muita água indaiá e gatorade em saquinhos ajudaram os corredores e o gel já no longínquo km 16 pode ter aparecido tardiamente para muitos.

Uma reclamação ouvida no pós prova foi referente a SUJEIRA no percurso para quem vinha mais atrás. Além dos copinhos e plásticos dos isotônicos jogados pelo caminho, a chuva e as correntezas deixavam o percurso mais perigoso.

Mais uma vez, disseram que os espertinhos apareceram, foram muitos questionamentos sobre os TOP 100 e TOP 20. Como eu larguei com 02 minutos de prova e mantive o ritmo constante o percurso todo não tinha nem como tentar acompanhar o local mais crítico do percurso, O Eixão, ou ver algum malandro cortando para pegar as medalhas diferenciadas. Se realmente aconteceu, mais uma vez foi o brasileiro sendo brasileiro, mentindo para enganar a si próprio. Parabéns aos que não precisam de mentiras para ostentar nas redes sociais, muitas vezes já repleta de mentiras e seguidores comprados. Essa parte do Brasil que desmotiva e revolta não merece espaço no meio esportivo, deixa para as páginas policiais.

Corri com a missão de ajudar os corredores a chegar ao fim dos 21km em 1 hora e 45 minutos, mantendo o ritmo COSTANTE de 5 minutos por km, controlando o ímpeto nas descidas e recuperando o fôlego nas subidas. Corri em parceria com o brasiliense Tiago Tiveron e mantivemos o ritmo com precisão inglesa durante a prova toda, nem as passagens subterrâneas foram capazes de atrapalhar a marcação dos kms e faltando dois kms para a linha de chegada demos aquele empurrãozinho para quem queria buscar o tempo abaixo de 1:45′.

A melhor parte dessa corrida foi cruzar a linha de chegada e ver a reação dos corredores nos agradecendo pelo pace alcançado.

Uma experiência muito agradável, muito melhor que bater um recorde é BATER VÁRIOS RECORDES na mesma prova. Parabéns a todos pela prova.

A Expo não tive tempo de ver muita coisa, cheguei no sábado já no final, estava tudo tranquilo, diferente dos anos de Golden Four não tinha LANCHE no kit, as palestras não pude acompanhar pelo horário e os standes das outras marcas estavam pequenos, passei rapidamente pelo óleo de Pequi Naiak e gastei todo meu tempo no stand da TomTom conhecendo os ótimos lançamentos que estão chegando. Em breve teremos novidades por aqui.

Na chegada, o pós prova teve lanche de pão com queijo, banana, gatorade, toalha e a medalha.

O guarda-volumes funcionou bem na entrega pelas janelas dos ônibus nas numerações indicadas, já a retirada estava sendo feita pela porta, mas as janelas continuavam ABERTAS (na chuva) com a numeração dos corredores e ninguém por lá, só a fila na porta do ônibus. Nesse momento o frio era tanto que nem adiantava parar para questionar algo.

Para 2017 a Golden Run já tem data marcada e inscrições abertas com nome diferente no Rio de Janeiro (Rio City Half Marathon/09 abril), São Paulo onde também acontecerá a City Marathon em 30 de julho e Brasília(BSB City Half Marathon/ 12 novembro), mas não tem nenhuma marca apoiando ou patrocinando.

Por enquanto, a Asics está fora das corridas de 2017.

Vamos aguardar pelas notícias e novidades que virão.

Colucci

Blog e Run

SempreCorrendo.com.br

Todas as Fotos na FAN PAGE – Clique e CURTA

Confira abaixo a divulgação oficial da Asics Brasil sobre a corrida com os vencedores e seus tempos.

ASICS Golden Run encerra o ano com nove mil corredores em Brasília

Etapa ocorreu com chuva e fechou o circuito

Brasília, a capital federal, foi palco da terceira e última etapa do circuito ASICS Golden Run, nesse domingo. Como ocorreu nas duas etapas anteriores, no Rio de Janeiro e em São Paulo, a prova reuniu milhares de corredores, que contaram com uma estrutura de primeiro mundo para melhorar suas marcas pessoais.

A prova de domingo contou com a participação de nove mil participantes, alcançando a expressiva marca de 29 mil pessoas em todo o ano. “A etapa em Brasília fechou o circuito com chave de ouro. Foi um ano recheado com provas de alto nível e que marcou também a estreia da marca nos 42k, com a ASICS São Paulo City Marathon“, explicou Eduardo Rodrigues, Gerente Sênior de Marketing da marca no Brasil.

Pontualmente às 7 horas, os corredores largaram na Praça do Buriti e o percurso seguiu por pontos turísticos da cidade como Esplanada dos Ministérios, o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal, até acessar a Via Palácio Presidencial e terminar na região do Palácio da Alvorada.

A prova foi disputada praticamente em sua totalidade debaixo de chuva, o que amenizou um pouco o forte calor da cidade. O tanzaniano Augustino Sulle venceu entre os homens e a brasileira Valdilene Silva foi a campeã no feminino.

Resultados
Masculino

1 – Augustino Sulle (Tanzânia) – 01h03min42seg
2 – Damião Souza – 01h05min20seg
3 – Rafael Novais – 01h05min23seg
4 – Jurandyr Junior – 01h05min47seg
5 – João Filho – 01h05min49seg

Feminino
1 – Valdilene Silva – 01h14min48seg
2 – Andreia Hessel – 01h15min29seg
3 – Jackelyne Rionoripo – 01h15min43seg
4 – Adriana Silva – 01h16min06seg
5 – Kleidiane Jardim – 01h16min21seg

ASICS

SempreCorrendo.com.br

Sobre Antonio Colucci

Um corredor que escreve, 'RunPorter' e Pai do Diego. Correndo desde 2004; Escrevendo desde 2007; Pai do Diego desde 2008; Maratonista desde 2009.

Veja também

23ª Meia Maratona Internacional do Rio 2019

Chegou a hora da 23ª Meia Maratona Internacional do Rio de Janeiro. CONFIRA e Nos …

Concorra inscrições de provas, camisetas e brindes.

Cadastre-se na nossa newsletter e saiba de tudo .

Obrigado! Foi enviado um email de confirmação para você.