domingo , 16 junho 2019
Meia Maratona do Rio 2019 topo

Publicidade

Ínicio / Atletas / Adriano Bastos / Correndo sem relógio

Correndo sem relógio

BLOG E RUN  – Um dia eu postei que correr sem o relógio, especificamente o GPS, é como correr pelado, por mais que durante a corrida/treino não olhe para o pulso, saber que tem um relógio registrando cada passo é praticamente a extensão da corrida.

Correr sem o relógio, sem o registro, sem os dados que são obtidos no pós corrida é como se não tivesse corrido. O cansaço aparece, mas sem o registro é como se não tivesse corrido.

Hoje em dia, com a tecnologia dos GPS e apps que ao terminar o treino/prova já é possível ver cada km e postar com belas fotos, frases intermináveis, textões e hashtags, correr sem esses equipamentos é quase que não correr. Mesmo quem não tem o hábito de postar o treino, ficar sem o registro é como se não tivesse acumulado os kms e o treino acaba ficando esquecido.

Eu utilizo o GPS(que já transfere os dados para programa de milhagens, para aplicativo de corredores e um monte de lugares em um clique), atualmente o TomTom cardio runner para meus treinos e quando o treino é sem cobrança, só rodagem, eu tento monitorar pelo esforço comparando com o que vai marcando no GPS, é uma brincadeira para passar o tempo que rende ótimos kms e boas análises.

Na última etapa do Circuito Asics Golden Run, em Brasília, eu participei como marcador de ritmo, minha meta era correr cada km dos 21 em 5 minutos e para isso utilizei meu companheiro de pulso que registrou cada passo e a chegada foi perfeita, todos os kms dentro do planejado.

Para concluir essa missão sem surpresas, na semana que antecedeu a prova fiz alguns treinos no ritmo para me habituar com o equipamento e o que já era um ritmo tranquilo para minha corrida passou a ser ainda mais confortável.

Melhor que ser escravo da tecnologia é colocá-la a seu serviço.

Já participei de outras brincadeiras sem relógio com a equipe Corre Brasil e tenho boas lembranças e alguns troféus, solo e em equipe.

Uma dica legal para treinar “SEM relógio” e ter o registro para analisar depois é colocar uma fita crepe no visor do relógio e esquecer dele durante o treino/prova. É uma boa forma de testar a ansiedade também, correr com o relógio sem poder olhar para ele é ainda mais tenso e divertido. Pode testar e me contar depois.

2ª Desafio sem Relógio

Assessoria esportiva Adriano Bastos

No último sábado fui convidado para uma corrida inusitada, uma corrida sem relógio, que na verdade era um treino,  uma prévia da festa de confraternização da assessoria Adriano Bastos,  onde os alunos e convidados tinham que correr 6 km e tentar acertar o tempo previsto.

Todos devidamente identificados com número de peito para controlar o tempo de chegada e o percurso detalhado para não ter erro foi dada a partida.

Já imaginando uma margem de erro, optei em não falar o tempo cravado de 5´/km que daria 30 minutos ao final da corrida, e inventei um número, a dúvida era se colocava 10 segundos a mais ou a menos. Escolhi a menos e indiquei que faria meu percurso em 29’50”.

Após percorrer os 6 km todos ganhavam uma medalha e ao receber a minha até esqueci de olhar quanto tempo tinha feito. Amigos que estavam atentos na hora disseram que era algo em torno de 30 minutos. Nessa hora eu me arrependi de não ter falado o número cheio.

Fui embora antes da apuração final e depois recebi a notícia que meu tempo tinha sido 30’02”, errei por 12 segundos a minha previsão, ficando com a primeira colocação entre os convidados e empatado com o 4° colocado no geral.

A brincadeira foi muito legal, o clima entre os participantes muito bom, todos curtindo e torcendo pelos amigos, uma manhã diferente, mas, a sensação de não ter corrido por não ter o registro continuou até a noite quando fui para a prova Run Stock Car e enfim registrei uma corrida no dia.

Os alunos primeiros colocados na disputa sem relógio receberam prêmios dos patrocinadores da assessoria como GPS, tênis, equipamentos, suplementos na festa de fim de ano.

Valeu Adriano pelo convite.

Obrigado a todos da assessoria esportiva Adriano Bastos pela recepção.

Como prêmio por ser o primeiro dos convidados, recebi um Kit da Ajinomoto, uma viseira da assessoria Adriano Bastos e três meses de treinamento na assessoria.

Agora complicou.

Vou ter que treinar durante 3 meses em 2017.  Vai acabar a vida mansa.

Que venha o ano novo com novos objetivos.

Fotos da corrida sem relógio assessoria esportiva Adriano Bastos.

TODAS AS FOTOS AQUI

SempreCorrendo.com.br

Sobre Antonio Colucci

Um corredor que escreve, 'RunPorter' e Pai do Diego. Correndo desde 2004; Escrevendo desde 2007; Pai do Diego desde 2008; Maratonista desde 2009.

Veja também

Maratona Internacional de São Paulo 2.020 – Inscrições abertas

Foi dada a largada para a 26ª Maratona Internacional de São Paulo.  A prova será …

Concorra inscrições de provas, camisetas e brindes.

Cadastre-se na nossa newsletter e saiba de tudo .

Obrigado! Foi enviado um email de confirmação para você.